segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Entraste na minha vida sem me aperceber
E aos poucos te fui conseguindo ver.
Não sei como o fizeste nem porquê
Mas, senti que te queria conhecer.

Pé ante pé foste caminhando
Pelas linhas da estrada que ia deixando!
Sorrindo e cantando me fui encontrando
Dentro de ti com todo o encanto!
Pequenas folhas se foram revelando
Pelas ruelas que, para mim, são cada dia um espanto.

És simples e sincero, humilde e verdadeiro
É a ti que procurava para meu companheiro…
Agora que te encontrei, não mais quero esconder
Que é a ti que amo, que é a ti que me quero prender.
É contigo que me vejo, é contigo que quero ser…


Maria Papoila

Um comentário:

Vitor Oliveira Jorge disse...

Conhece o meu blogue
http://trans-ferir.blogspot.com ?
Apareça dia 25 Novembro 2008 às 18,30 h na Livraria Books and Living do CC Cidade do Porto, para o lançamento do meu novo PEQUENO LIVRO DE AFORISMOS. Entrada livre!
Saudações
Vitor O. Jorge